2011-08-26

Forças pró-Kadafi violentaram crianças ao mesmo tempo em que rebeldes líbios abusaram de menores de idade e estão mantendo imigrantes na prisão, denunciou na noite desta quinta-feira o grupo de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional.

 

Kadafi é responsável pela barbárie de suas tropas; Obama, Cameron, a Otan e Ban Ki-moon são responsáveis pelos crimes dos “rebeldes”

Conforme eu queria demonstrar!

Alguns cretinos resolveram me patrulhar e babar sua ignorância porque, oh, vejam só!, não sou o Arnaldo Jabor da pena, encantado com a “Primavera Líbia”. Não devo satisfações a aiatolá nenhum! Penso o que penso. Não pertenço a grupelhos, a correntes, a tendências nem estou em guerra com o Partido Republicano, dos EUA, e, por isso, considero que as violações legais promovidas por Obama são um poema. Peço que vocês leiam o que vai abaixo, publicado na Agência Estado, com base em relato da Associated Press.

Atenção! Muammar Kadafi é o responsável último pelas violências e violações aos direitos humanos praticados por suas tropas. De maneira análoga, Barack Obama, David Cameron e a Otan respondem pelos crimes praticados pelos rebeldes. E não só eles. O silêncio de Ban Ki-moon é típico dos patetas acovardados.

*
Forças pró-Kadafi violentaram crianças ao mesmo tempo em que rebeldes líbios abusaram de menores de idade e estão mantendo imigrantes na prisão, denunciou na noite desta quinta-feira o grupo de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional.

A Anistia Internacional, com sede em Londres, informou hoje ter compilado depoimentos de prisioneiros e sobreviventes do conflito em Trípoli, onde forças rebeldes lutam com os remanescentes das forças leais ao coronel Muamar Kadafi pelo controle da capital líbia.

Segundo a Anistia, sua delegação encontrou evidências de casos de violência sexual cometidos contra prisioneiros mantidos na penitenciária de Abu Salim, controle pelas forças de Kadafi. Dois garotos disseram a companheiros de cela que haviam sido violentados várias vezes por um mesmo guarda.

Já entre os rebeldes, apesar das promessas do Conselho Nacional de Transição (CNT) de que suas forças não cometeriam os mesmos abusos do regime de Kadafi, observadores encontraram uma cela com 125 pessoas amontoadas de forma que não havia espaço para que se movimentassem.

Vários desses detentos mantidos pela oposição a Kadafi afirmaram ser imigrantes, e não combatentes. Esses prisioneiros, a maior parte oriunda de outros países africanos, disseram que foram presos pelos rebeldes pelo simples fato de serem negros.

Nenhum dos lados em conflito se pronunciou até o momento sobre as denúncias da Anistia Internacional. As informações são da Associated Press.

Encerro
Eis aí. Assim prospera o humanismo na Líbia.

Por Reinaldo Azevedo

Nenhum comentário: