2011-06-18

SATANÁS ATACA A MÍDIA E DEFENDE A CENSURA À IMPRENSA COM O NOME DE "CONTROLE SOCIAL"! XÔ SATANÁS!

Sábado, Junho 18, 2011

SATANÁS ATACA A MÍDIA E DEFENDE A CENSURA À IMPRENSA COM O NOME DE "CONTROLE SOCIAL"! XÔ SATANÁS!

Lula e o PT só chegaram ao poder com a restauração da liberdade de imprensa. Eu mesmo o entrevistei algumas vezes aqui em Florianópolis dando-lhe espaço generoso na época em que ele não era nada e o empresariado que hoje o apóia o qualificava de agitador.

Entretanto ele abre a sua boca podre para defender a mordaça à livre expressão sob o eufemismo de 'controle social da mídia'. Lula é a encarnação do mal. Lula é o satanás na sua forma botocuda e o PT é a mais pura expressão da maldade e da estupidez. Não é um partido político; é uma seita satânica e chantagista, podem crer!

Leiam o que está na folha de São Paulo deste sábado reportando o encontro dos blogueiros do esgoto financiados com dinheiro público. Que nojo!


Um evento de "blogueiros progressistas" se transformou ontem em palco para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Paulo Bernardo (Comunicações) dispararem ataques à mídia.


Lula criticou o papel de "falsos formadores de opinião" e cobrou a discussão do marco regulatório da mídia (conjunto de leis e diretrizes que regulam o funcionamento do setor).

Paulo Bernardo disse que os meios de comunicação precisam saber "ouvir críticas", cobrou aprovação de lei pelo Congresso que estabeleça o direito de resposta e disse estar finalizando o debate da nova regulamentação.


O evento é patrocinado pela Petrobras, Fundação Banco do Brasil, Itaipu binacional e governo do Distrito Federal. Participam até amanhã 400 blogueiros que apoiaram o governo Lula e a eleição de Dilma Rousseff.


Lula pediu que Paulo Bernardo coloque em discussão o novo marco regulatório, com debate. Ele disse que a resistência à proposta muitas vezes parte de quem diz ser amante da democracia.


Paulo Bernardo disse que alterou o projeto que recebeu do ex-ministro Franklin Martins (Secretaria de Comunicação Social na gestão Lula).


"Tem novidades. Chegamos à conclusão que temos de colocar questões de telecomunicações porque cada vez mais há convergência."


Ele negou que o governo trabalhe para censurar os meios de comunicação. "Não partiria de nós esse tipo de proposta. Lutamos para resgatar a democracia do país".


Sobre a necessidade de o Congresso estabelecer o direito de resposta, derrubado com o fim da Lei de Imprensa pelo STF, Paulo Bernardo disse que há "reportagens irresponsáveis".


Em encontro em Sumaré (SP), o presidente do PT-SP, Edinho Silva, conclamou os colegas a apoiar "controle social" da imprensa. "Temos de fazer o debate." Da Folha de São Paulo deste sábado


CLIQUE E SIGA ---> BLOG DO ALUÍZIO AMORIM NO TWITTER

Nenhum comentário: