2011-05-10

Diárias de Hollanda

Diárias de Hollanda

Guilherme Fiuza

15:01, 9/05/2011 gmfiuza Geral Tags: Ana de Hollanda, Gastos públicos

Andaram criticando Ana de Hollanda por razões variadas.

Em todas elas, a ministra da Cultura contrariava a gestão anterior do seu ministério. Isto é: contrariava gente como Juca Ferreira (ex-ministro) e Emir Sader (ex-futuro ministro), os talibãs da burocracia cultural.

Vamos estabelecer um ponto pacífico: sempre que contrariar essa turma, Ana de Hollanda estará certa. Nem é preciso examinar a matéria em questão.

A ministra teve coragem de dar um tranco na “pirataria progressista”, essa corrente estranha que quer fazer revolução libertária na internet roubando direitos autorais dos outros.

Aí ficam esses Bin Ladens da cultura plantando veneno na imprensa contra a ministra. Como são persistentes, essas viúvas das boquinhas estatais.

Mas eis que a própria Ana de Hollanda resolve dar uma força aos seus coveiros.

Acusada de receber diárias do governo para passar fins-de-semana no Rio de Janeiro – onde tem casa – sem trabalhar, a ministra se saiu com uma pérola: as diárias custam menos do que as passagens para Brasília que ela economizou ficando no Rio.

Recapitulando:
a ministra tinha compromissos oficiais no Rio de Janeiro na sexta-feira e na segunda-feira;
tinha direito a passagens aéreas para voltar a Brasília na sexta e regressar ao Rio na segunda;
preferiu passar o fim-de-semana no Rio, na sua casa;
tem direito a diárias do governo se estiver trabalhando fora de Brasília;
achou normal ficar com as diárias descansando em sua própria casa, porque a conta das passagens aéreas seria mais alta.

É uma lógica formidável, que nos traz duas notícias – uma boa e uma má.

A boa é que Ana de Hollanda não é ministra da Fazenda.

A má é que a ministra da Cultura acredita que esticar o fim-de-semana no Rio é fazer um favor ao contribuinte – pelo qual merece uma recompensa em dinheiro.

Não tenham dúvidas, os companheiros vão querer também. Vem aí o Bolsa Domingão, para todos os funcionários que fizerem o sacrifício de descansar longe de Brasília.

Com essa tecnologia trabalhista, a ministra vai acabar dando razão aos talibãs.

Nenhum comentário: