2011-03-18

Dadas a crise no Oriente Médio e no Japão, precisamos de Maria Bethania declamando poemas escapistas com o dinheiro do público

 

maria-bethania

 

 

Dadas a crise no Oriente Médio e no Japão, precisamos de Maria Bethania declamando poemas escapistas com o dinheiro do público

O projeto enviado pela turma de Maria Bethania ao Minc para justificar a captação de recursos pela Lei Rouanet — renúncia fiscal, que corresponde a dinheiro público — tem o capítulo da “justificativa”. É um troço espantoso! Na forma e no conteúdo. Abaixo, reproduzo um trecho, conforme vai no documento. Volto em seguida.

Por que poesia?

O que pode haver de mais democrático do que levar conteúdo cultural de qualidade a um número quase infinito de pessoas? Não seria incrível poder abrir possibilidades a acessibilidade irrestrita à cultura a todos que tão pouco acesso têm?

Esse é o objetivo deste projeto: invadir a internet e a vida das pessoas com poesia, através da voz e da arte de Maria Bethânia. A idéia é simples, e foi baseada nas tradicionais folhinhas de calendário, nas quais cada dia vem acompanhado por uma frase, um pensamento do dia. A diferença é que o calendário poético de Maria Bethânia terá sua base em um blog, e se espalhará “viralmente” por toda a internet (Youtube, Orkut, Twitter, Myspace e Facebook). Todo dia, um post. Sempre no mesmo horário. Em cada post, Bethânia recitando, em vídeo, um poema (ou trecho de poema, já que nenhum vídeo terá mais que 3 minutos de duração). Além do vídeo, serão postadas informações sobre o poeta e o poema. O blog estará aberto a receber comentários (sempre moderados) e sugestionará debates sobre aquele poema ou poeta específico, ou sobre a poesia em geral.

O áudio dos vídeos ficará disponível para ser baixado. O blog convidará músicos e Djs a produzirem conteúdo a partir desse material. Os melhores “remixes” (com vídeos e sons originais) serão publicados em seções específicas do blog. Vídeo-artistas e animadores poderão ser convidados para transformar o poema do dia em base para novas obras. Uma ou duas vezes por mês, atores e outras pessoas poderão ser chamadas para recitar alguns poemas, como convidados especiais do blog.

Queremos que esse conteúdo ganhe vida própria e se espalhe pela rede e pelas mídias, inclusive celulares. E, por que não, na televisão? O Canal GNT já manifestou sua vontade de transmitir as pílulas diárias em sua grade.

Em meio a tantos absurdos do mundo moderno, a tantos problemas que cercam a vida de todos, nos propomos a revolucionar a vida cotidiana de cada um. É hora de colocar poesia em sua vida. O mundo precisa de poesia. (…)

Comento
Ignore a vírgula entre o sujeito e seu verbo. Como a gente vê, a idéia é mesmo muito simples, inspirada nas tais pílulas de sabedoria, esses manuais ainda encontráveis em livrarias de aeroporto, em que cada dia tem seu pensamento profundo. Pelo visto, poemas que possam levar o “çerumano” à melancolia estão fora da seleção, né? Bethania pretende contrastar esse vale de lágrimas com mensagens de esperança. Afinal, “o mundo precisa de poesia”…

A cantora já declamou Fernando Pessoa mais de uma vez. Dada a impossibilidade de o poeta “revolucionar” a nossa vida com seu “otimismo”, é possível que ele seja substituído por, sei lá, Gabriel Chalita, que desencanou de Sartre aos oito anos…

Há muito eu não via uma proposta que encarasse a poesia como manifestação de escapismo, de fuga dessa terra devastada…

Precisamos urgentemente de Bethania declamando poemas. Dadas a crise no Oriente Médio e no Japão, a gente precisa ter para onde correr!

Por Reinaldo Azevedo

Um comentário:

Tia Cê, a Luz emana de mim disse...

Já sei na imagem de quem se baseou a ídala mistica, com patrocinio da petrobrás, de Niterói, a foto não deixa dúvidas