2010-09-13

O sociólogo Francisco C. Weffort - Jornal O Globo, ex-PT, denuncia:

 

O sociólogo Francisco C. Weffort - Jornal O Globo, ex-PT, denuncia:

PRIMEIRA DAMA, Sra. Marisa Letícia da Silva, INVESTE R$600.000,00  NA BRASILPREV EM PREVIDÊNCIA PARA OS NETOS, USANDO SEU CARTÃO CORPORATIVO.

PRIMEIRA DAMA INVESTE R$600.000,00 NA BRASILPREV EM PREVIDÊNCIA PARA OS NETOS -
Francisco C. Weffort - Jornal O Globo

A 1a. dama tratou de garantir o futuro dos 3 netos, sabendo que INSS é para quem está nos andares de baixo e porque será um desastre para as futuras gerações.

O gabinete de Segurança Institucional se empenha na coordenação de abafar o endereço de 600 mil reais que sumiram pelas mãos da Sra. Marisa Letícia da Silva, na utilização de seu poderoso cartão corporativo.

O sigilo sobre o caso é questão de 'segurançanacional', conforme defesa do Sr. Jorge Armando Felix, ministro-chefe do GSI, sabedor que a segurança é muito mais um grau de garantia porque é relativa, está sujeita a vunerabilidades.

A verdade é que a esposa do presidente do governo mais corrupto da história da República desde D.João VI desembolsou, em dinheiro vivo, nada menos que R$600.000,00 (seiscentos mil reais), que foram recolhidos aos cofres da Brasilprev e incorporados ao seu balanço de 2007, para a aquisição de três planos de 'previdência junior' para garantir o futuro de seustrês netinhos.

A senhora Marisa Letícia, a que entrou muda e certamente sairá calada do Palácio do Alvorada, usufrui a bel prazer das facilidades que a blindagem oficial propicia, mas que é relativa pois informações vazam. Lamentavelmente, a família da Silva que se tornou patrimonialmente poderosa em tão pouco tempo de reinado, ainda conta com a simpatia de uma legião de brasileiros sem emprego, sem moradia, sem educação, sem saúde, mas portadores do cartão da corporação dos miseráveis do país.(OI/Brasil acima de tudo).

Vamos pagar o Imposto de Renda corretamente e sem reclamar, pois temos que garantir o futuro dos netinhos do LULA, já que a TELEMAR garantiu o Biólogo LULINHA. Senão estiver satisfeito, use o seu Cartão Corporativo, porém, com parcimônia...

Que coisas tão graves em seusgastos na Presidência estará Lula procurando esconder da opinião pública? Que de tão grave têm as despesas dos palácios do Planalto, da Alvorada e da Granja do Torto que possam explicar a cortina de fumaça que o governo criou para impedir o controle dos cartões corporativos
de Lula, Marisa, Lulinha, Lurian etc.?

A estas alturas, só o governo pode responder a tais perguntas. E como o governo não responde a opinião pública, sem os esclarecimentos devidos, torna-se presa de dúvidas sobre tudo e todos. É conhecida a ojeriza de Lula a qualquer controle sobre gastos. Evidentemente os dele, da companheirada do PT, dos sindicatos e do MST, sem esquecer um sem-número de ONGs sobre as quais pesam suspeitas clamorosas.

Ainda recentemente, ele vetou dispositivo de lei que exigia dos sindicatos prestação de contas ao TCU dos recursos derivados do imposto sindical (agora 'contribuição').


Há mais tempo, Lula era contra o imposto em nome da autonomia
sindical.

Francisco C. Weffort - Jornal O Globo

Nenhum comentário: