2009-12-03

MIDIA A MAIS, LEIAM


O irmão de Karzai e os políticos mantidos por Washington

Daniel Pipes


Ahmed Wali Karzai, irmão do presidente afegão, “um elo entre os americanos e o Taleban” e “um suspeito de agir no crescente comércio ilegal de ópio no país”, de acordo com o New York Times, “recebe pagamentos regulares da CIA há já quase oito anos”.
Esta notícia desagradável tem muitas implicações negativas para a presidência de Hamid Karzai; a que mais me interessa agora é como ela confirma seu status de político sustentado, um líder que desfruta de sua atual posição devido ao suporte estrangeiro.
Leia mais...

Filmes esquerdistas 8 - Cidade de Deus

Felipe Atxa
OMídia@Mais prossegue analisando filmes com forte inclinação esquerdista, o que costuma agradar a crítica cinematográfica, que finge não ver  a manipulação ideológica em títulos como “Cidade de Deus”.
Leia mais...

Tolices beato-marxistas

Percival Puggina
Tenho em mãos um pequeno folheto referente à Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010 (para quem não sabe, de quatro anos para cá, a tradicional Campanha da Fraternidade da CNBB recebeu a adesão de outras igrejas cristãs e se tornou ecumênica).
A peça em questão foi preparada especificamente para o público jovem (tem o subtítulo “Jovens na CFE”) e visa a orientar reuniões de grupo para estudo e debates sobre “Economia e vida” – tema da campanha.
Leia mais...

Os viciados argumentos pró-drogas: no final, você é quem paga

Gerson Faria

No artigo anterior, mostrei que os principais argumentos dos defensores de políticas "alternativas" à repressão ao uso de drogas vinham de grupos ativistas transnacionais, tendo no Brasil, como um de seus propagadores, o ex-presidente da república Fernando Henrique Cardoso. Na verdade, ele é a personalidade mais destacada para levar a mensagem. Outros participantes do movimento podem ser encontrados aqui. Dentre os de maior destaque estão Mário Vargas Llosa, César Gaviria, Ernesto Zedillo, João Roberto Marinho e o mago Paulo Coelho. Nesse artigo, tento entender alguns dos principais argumentos dos defensores da liberação das drogas.
Leia mais...

Rede Globo lidera a campanha catastrofista, na contramão da ciência – II. Não é fantástico?

Redação Mídia@Mais
As grandes massas, no mundo inteiro, não têm voz nem conhecimento suficiente para discutir e  decidir se aceitam ou não as novas restrições  às emissões do CO2 que devem ser impostas em consequência da COP 15 (Conferência das Partes) em Copenhagen, promovida pela ONU em dezembro próximo.
O CO2 não é poluente e as emissões resultantes da atividade humana são fração desprezível diante do total de gás carbônico lançado na atmosfera pelo fitoplâncton dos mares, vegetação terrestre e pela respiração dos animais.
Leia mais...

Nenhum comentário: