2009-08-12

NARCO ZELAYA NO BRASIL É RECEBIDO PELO PRESIDENTE DO FORO DE SÃO PAULO: LULA DA SILVA






quarta-feira, 12 de agosto de 2009 6:07



Publiquei trecho ontem de uma coluna de Mary Anastasia O’Grady, do Wall Street Journal, em que ela diz ter recebido documentos que evidenciam as ligações do Partido da Unificação Democrática (UD) de Honduras com os narcoterroristas das Farc. A UD é o unico partido que apóia a volta ao país do presidente deposto, Manuel Zelaya, e é quem está à frente de algumas manifestações contra o governo provisório.



Pois é… Zelaya chegou ontem ao Brasil. Está aqui a convite de Lula, que o recebe às 15h30. Já sabemos quem é o sujeito e o que ele queria: dar um golpe bolivariano em Honduras. Foi rechaçado por todas as instituições do país, com o apoio da esmagadora maioria dos hondurenhos. Desrespeitou vários artigos da Constituição democrática; na prática, houve uma autodestituição. Mas Lula não quis nem saber. Comprou a tese chavista e resolveu dar apoio incondicional a um golpista vulgar. Será lindo ver o brasileiro como coadjuvante da agenda chavista no momento em que o bufão de Caracas prepara o cerco ao que resta de democracia na Venezuela.



Obama se reuniu com os governos de Canadá e México para debater medidas contra o narcotráfico. Ofereceu ajuda para os países da América Central, território que Chávez julga pertencer à sua “Alba”. O tiranete vai protestar, vocês vão ver. E talvez volte a falar em guerra.
Zelaya no Brasil? É o apoio do governo a uma demência política que cresce na América Latina: o narcobolivarianismo, de que Zelaya era um esbirro.

Nenhum comentário: