2009-08-02

FORO DE SÃO PAULO E O ATAQUE DE NERVOS DE HUGO CHAPOLIN CHAVEZ




O novo esperneio de Chávez
CEL. LUIS ALBERTO VILLAMARÍN PULIDO


01 AGOSTO 2009



Igualmente nos arquivos eletrônicos do terrorista abatido ficou claro que, para as FARC, é prioridade número um a aquisição de armas anti-aéreas e que o ministro venezuelano Ramón Rodríguez Chacín contatou os cabeças do Secretariado das FARC com traficantes de armas australianos, sírios e com um funcionário oficial da Bielorrússia; e inclusive que tais armas seriam compradas com suposto destino a Venezuela, passando previamente pela Nicarágua.

Assim digam o contrário, tanto os pacifistas idiotas que pululam na Colômbia e no mundo, quanto os amigos de Chávez incrustados na política colombiana, a nova agressão verbal com esperneio incluído por parte do pitoresco mandatário venezuelano contra a Colômbia, não é outra coisa senão um passo a mais do Plano Estratégico do Foro de São Paulo e seus comparsas, em honra de legitimar as FARC e seguir na busca de implantar uma ditadura comunista na Colômbia.Nas ordens geoestratégica, geopolítica e político-hemisférica, a privilegiada posição geográfica e a ingente riqueza de seus recursos naturais, convertem a Colômbia em um apetitoso manjar para a obsessão castro-chavista de ver o continente afundado em uma miséria ignominiosa similar à cubana. O contraditório do assunto é que, os que não querem ver a realidade e os que a vêem porém recorrem às trapaças politiqueiras, rotulam de retrógrado a quem abra os olhos dos incrédulos para que entendam a gravidade do assunto e a verdadeira intencionalidade dos conspiradores contra a Colômbia.

O show de Correa em conluio com seus comparsas das FARC, para negar que lhe deram dinheiro para sua obscura campanha presidencial, paralelo com a grave evidência de que as FARC têm em seu poder armas anti-aéreas fornecidas pelo governo de Chávez, dissimulada com o argumento de que a autorização para que as Forças Militares dos Estados Unidos utilizem instalações militares colombianas para apoiar a luta contra o narco-tráfico e o terrorismo na região, tem como objetivo agredir a Venezuela, demonstram com clareza meridiana:

1. Que o cavernoso ditador cubano Fidel Castro manipula Chávez a seu bel prazer;
2. Que nem um nem outro evoluíram e ficaram imersos nas supostas bondades do arcaico marxismo-leninismo;
3. Que todos os passos que a facção mais recalcitrante da esquerda latino-americana dá, estão concatenados com os ditames do Foro de São Paulo;
4. Que Lula da Silva, a Kirchner e o indígena boliviano estão tirando a brasa com a mão alheia;
5. Que Chávez pretende distrair a atenção do hemisfério com o problema da Colômbia, enquanto prepara com o governo pró-terrorista nicaragüense a incursão de guerrilhas em Honduras para buscar a restituição de Zelaya;
6. Que pretende fortalecer a imagem de Correa visto aos olhos do mundo hoje como um delinqüente de colarinho branco, eleito com dinheiro do narco-tráfico, do seqüestro e do terrorismo;
7. Que as FARC pediram ajuda a Chávez para que cessem os bombardeios contra os acampamentos de Jojoy, e ao mesmo tempo não lhes descubram outros arsenais entregues pela Venezuela, etc.
Nos computadores de Reyes foi encontrada uma extensa carta na qual Tirofijo deu instruções a Iván Marquez para o envio dos lança-foguetes entregues por Chávez, fez finca-pé para que fossem levados à zona de La Macarena para derrubar aeronaves, e insistiu que, quanto mais longe da fronteira com a Venezuela fossem usados, menos suspeitas recairiam sobre Chávez e seu governo.

Igualmente nos arquivos eletrônicos do terrorista abatido ficou claro que, para as FARC, é prioridade número um a aquisição de armas anti-aéreas e que o ministro venezuelano Ramón Rodríguez Chacín contatou os cabeças do Secretariado das FARC com traficantes de armas australianos, sírios e com um funcionário oficial da Bielorrússia; e inclusive que tais armas seriam compradas com suposto destino a Venezuela, passando previamente pela Nicarágua.

Porém, o cinismo pretende desviar o foco do assunto. As desrespeitosas declarações de Chávez com o congelamento das relações diplomáticas e a retirada do embaixador de Bogotá, nem são novas, nem serão as primeiras nem serão as últimas "canalhadas" deste pé-rapado com investidura presidencial. Ele fará tudo o que Fidel lhe ordenar. E com o característico histrionismo mudará de cor e de posições como camaleão, isto sim, sem perder de vista o objetivo de escravizar a Colômbia dentro da esfera retrógrada do chamado Socialismo do Século XXI.

A Colômbia está na mira dos comunistas. Uribe é a pedra no sapato. Todos estes esperneios e grosserias de Chávez e de Correa, somados à intensa propaganda fariana dos últimos dias com os "bons ofícios" de Lula, são parte do estratagema integral das FARC, se ajustam aos ditames do Foro de São Paulo e apontam para o mesmo alvo: Chávez acredita piamente ser uma distorcida e sinistra reencarnação de Simón Bolívar, enquanto Fidel o manipula como uma marionete, ao tempo em que Rafael Correa é o peão do venezuelano títere de Havana.

É uma verdadeira vergonha histórica para o continente e os povos irmãos da Venezuela e do Equador, que seus eleitores tenham sido tão ingênuos e tenham elegido dois serventes do paleozóico ditador cubano.

Entretanto, por malandragem desta desgraça histórica de equatorianos e venezuelanos, a Colômbia sofre os danos que causam em nosso país os amigos de Correa e Chávez, os mesmos delinqüentes que levam meio século destruindo o país com o fim de impor uma ditadura similar à cubana ou, como primeiro passo, implantar na Colômbia um governo marionete pró-cubano similar ao de Chávez e Correa.

*Analista de assuntos estratégicos - http://www.luisvillamarin.co.nr/
Tradução: Graça Salgueiro

2 comentários:

Tia Cê, a Luz emana de mim disse...

Olhem que coisa linda essa lista:

Consejo editorial
Director:
Emir Sader

Secretaria de Redacción:
Claudia Korol

Consejo de Redacción:

Alonso Aguilar (México),
Mónica Baltodano (Nicaragua),
Jorge Beinstein (Argentina),
Mario Benedetti (Uruguay),
Leonardo Boff (Brasil),
Luis Brunati (Argentina),
Chico Buarque de Hollanda (Brasil),
Manuel Cabieses (Chile),
Daniel Camacho (Costa Rica),
Antonio Cándido (Brasil),
Fernando Cardenal (Nicaragua),
Gilberto Carvalho (Brasil),
Joel Cazal (Paraguay),
Hugo Cores (Uruguay),
Domitila Chungara (Bolivia),
Miguel D’Escotto (Nicaragua),
Javier Diez Canseco (Perú),
Roberto Drummond (Brasil),
Patricio Echegaray (Argentina),
Javier Elorriaga (México),
Vicente Feliú (Cuba),
Eleuterio Fernández Huidobro (Uruguay),
Helio Gallardo (Costa Rica),
Adolfo Gilly (México),
Giulio Girardi (Italia),
Pablo González Casanova (México),
Luis Eduardo Greenhalgh (Brasil),
Schafick Jorge Handal (El Salvador),
Marta Harnecker (Chile),
Milton Hernández (Colombia),
Padre Gregorio Iriarte (Bolivia),
René Irurzún (Argentina),
Narciso Isa Conde (República Dominicana),
Osvaldo León (Ecuador),
Michael Löwy (Brasil),
Gladys Marín (Chile),
Fernando Martínez Heredia (Cuba),
Comandante Manuel Marulanda Vélez (Colombia),
Rigoberta Menchú Tum (Guatemala),
Fernando Morais (Brasil),
Tomás Moulian (Chile),
Eric Nepomuceno (Brasil),
Carlos Nuñez Hurtado (México),
Obispo Federico Pagura (Argentina),
James Petras (EE.UU),
Gerard Pierre Charles (Haití),
Víctor Polay (Perú),
Hugo Richer (Paraguay),
Alí Rodríguez (Venezuela),
Silvio Rodríguez (Cuba),
Emir Sader (Brasil),
Joao Pedro Stédile (Brasil),
Volodia Teitelboim (Chile),
Lisandro Viale (Argentina),
Gilberto Vieira (Colombia),
Daniel Viglietti (Uruguay),
David Viñas (Argentina),
Vicente Zito Lema (Argentina).

Coordinación en Brasil: Rubens Paolucci Jr. CEPIS

José de Araújo Madeiro disse...

Tia Cê,

Se o Hugo Chaves e demais latinos tenham divergências com o Estados Unidos, não é questão nossa. È problemas deles. Como também temos às nossas. Mas a OEA deveria ser o árbitro neutro e imparcial.

Porém, quando o Lula entra nesse jogo, com dinheiro dos nossos impostos e jogando cocaína provinda da Bolívia no seio da nossa juventude é muito cara-de-pau, um brasileiro aquém de quaisquer adjetivos. Que vive no governo perturbando a nossa vida, o nosso contidiano com as diversas sacagens, incluindo não só a corrupções diversas, mas até nos chamando de imbecis e ignorantes, nas barba da imprensa e esse homem vai para o impechment, é duro de ouvi, senti e presenciar tudo isso. Que Brasil e que persona inepressiva? Na Presidência da República?
È por isso que eu peço sempre a Deus inspiração divina para suportar tamanhas ignomímias contra nós brasileiros, para não ter vontade de sangrar a sua goela e pedir perdão a Deus depois, por tirado uma vida humana.

Mas essa onda vai passar e vamos começar pelo Sarney e esperando a oportunidade do Lula, como responsável maior por todas essas incronguências que nos envolvem.

Att. Madeiro