2009-07-24

A HORA DOS CANALHAS



A HORA DOS CANALHAS
sexta-feira, 24 de julho de 2009 | 5:13

raul-castro-venda-os-olhos1

Traduzo um trecho de uma notícia de El Diario Exterior.com. Sigo depois evidenciando o despudor em que está mergulhada a política externa da União Eruopéia também. Vamos lá.
*
Quatro agentes prenderam, sem acusação formal, na terça-feira, o médico, ativista democrático e jornalista independente cubano Darsi Ferrer. Este destacado membro do movimento opositor na ilha foi conduzido imediatamente à prisão de Valle Grande, em La Lisa, oeste de Havana. Uns dias antes da prisão, havia levado uma surra da polícia. Ferrer se declarou em greve de fome até que lhe informem os motivos de sua prisão. Apesar de não haver uma acusação formal, os agentes que efetuaram a detenção alegaram a seus familiares que iriam conversar sobre uns materiais de construção que ele supostamente havia roubado. Falando por telefone ao jornal El Nuevo Herald, de Miami, sua mulher, Yusnaimy Jorge Soca, informou que não “não há acusação formal, não há motivos e que o colocaram no pavilhão dos presos comuns”. Darsi Ferrer é o diretor do Centro de Saúde e Direitos Humanos Juan Bruno Zayas.

Voltei
Pois é, leitor. Este é o pais que um inacreditável José Miguel Insulza, secretário-geral da OEA, quer de volta à entidade. Cobrar democracia em Cuba? Ah, não! Insulza acha que isso seria ingerência na política interna do país, entenderam? Mas o delinqüente, ao lado de Chávez, lidera os esforços para reinstalar um golpista em Honduras e, na prática, incita o confronto armado. Ontem, tentou se desdizer… Mas volto a Cuba.

O anão Raúl Castro, vocês devem ter visto, visitou rapidamente a Bahia, onde seu avião parou para abastecer. O facínora, co-responsável por 100 mil mortes, exímio assassino, foi calorosamente recebido pelo governador Jaques Wagner (PT). Visitou o Pelourinho, que passou por uma operação limpeza para poder receber o ditador. Vocês sabem: quem, como ele, gosta de se banhar em sangue costuma não suportar sujeira. Na foto acima, vocês o vêem, durante a “revolução”, a vendar, com placidez, os olhos de um “contra-revolucionário” pouco antes da sua execução. É desse humanismo que a canalha gosta. Voltemos ao presente.

Lembram-se de Benita Ferrero-Waldner, a comissária de Relações Exteriores da União Européia, que decidiu bloquear toda e qualquer ajuda econômica a Honduras? Pois é… Ela é uma das que pedem o fim do “golpe” no país. Sabem onde ela estava nesta quinta-feira?

Em Cuba, no paraíso dos irmãos Castro. Estava lá para acompanhar o programa de cooperação da União Européia com a ilha. E se disse muito satisfeita com o que viu.

Assim, temos que a representante da UE visitou uma ditadura — que prende pessoas por delito de opinião — para cuidar da “cooperação” com os europeus, os mesmos que puniram uma democracia. Sim! Honduras é uma democracia, que depôs um presidente golpista, segundo o que está em sua Constituição.

E não haverá, por um bom tempo, Estados Unidos para distinguir alhos de bugalhos.

Nenhum comentário: