2009-06-26

VOCAÇÃO E DESTINO






É sinal de força reconhecer em tudo o que nos acontece, não as marcas do destino, senão os sinais da vocação. Contudo, é sinal de sabedoria aprender a admirar a vocação de outrem, e não sofrer por causa disso, quando consideramos que ela nos mensura a impotência e os limites.
Não se pode comparar vocações, pois que elas exprimem, em cada ser, sua própria razão de ser, i. é, sua relação perante o absoluto. Isso é o bastante para acabar com a concorrência e o ciume entre [os seres], os quais são obrigados a desempenhar até ao fim a atividade de que foram encarregados e ninguém poderia cumprir em seu lugar.


QUER LER MAIS?
CLICK NO TÍTULO


Postado por Luiz de Carvalho às 2:50 PM 0 comentários

Nenhum comentário: