2009-03-19

BIG BROTHER


Três considerações de um esquerdista insuspeito
São de Georges Orwell, o autor de '1984', um livro de ficção sobre o funcionamento de uma sociedade comunista, as afirmações que destaco a seguir:
O fascismo não era, como toda a esquerda repetia na época, um câncer do capitalismo avançado, mas um sinistra perversão do socialismo.
Depois de ter conhecido por dentro o funcionamento dos partidos de esquerda na Espanha, tomou horror pela política. Note-se que Orwell não destingiu comunismo de outros partidos de esquerda.
Quem leu '1984' se lembrará da Novilíngua, forma de dominação que consiste na apropriaçção e deformação no sentido das palavras, a tal ponto que uma casa de tortura podia ser chamada de Ministério do Amor, ou algo que o valha. Quando as as palavras perdem o sentido, o homem também se perde.
blog dom bertrand

Nenhum comentário: